Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2012

Pensamentos Ocasionais X

O que me irrita nos gajos de hoje? O facto de estarem convencidos de que nós é que temos o dever de andar atrás deles! Já não se fazem homens como antigamente!! Só se fazem Bananas!!

O meu desespero

Ele ficou curioso acerca do meu desespero por ser tão difícil vermo-nos. Esta nossa conversa já foi há alguns dias, mas só agora é que consegui perceber a explicação, pois eu também não o sabia explicar com clarividência. O meu desespero deve-se ao medo terrível que eu tenho de que ele venha a ser outro B.M.: aquele que sempre falou muito que fazia e acontecia, mas nunca chegou a fazer nada, nem a acontecer nada porque ele fugia sempre na hora H.
Desta vez o meu sentimento é muito mais forte, não se trata apenas de uma paixãozinha de adolescente, ele é de facto o homem com quem sempre sonhei, daí o meu medo ganhar proporções maiores que as da situação anterior.

Put Your Hands On Me

I guess I'm picky with love
Well baby I give it up it's you I choose
And don't keep me waiting
This girl's got things she needs to do
Oh if I was blind, you'd help me see

If I lost my mind, you'd find it for me
Speak on it babe tell me what do you need
Because all I need is for you to love me baby

Put your hands on me baby
Put your hands on me baby
You got me flipping
Put your hands on me baby
Put your hands on me baby

Can't stop my mind from thinking of you
How am I supposed to function
Got me feelin' for your lips on my kiss
All night, never want no other lover

Baby I'm hungry
I want and I need
Bring me your sugar
And pour it all over me baby

Put your hands on me baby
Put your hands on me baby
You got me flipping
Put your hands on me baby
Put your hands on me baby

Up till now my eyes could see
Touch me once and it's all hazy

I don't know why and I don't know how
But somehow some way you got me

I can't explain can't comprehend the world could reacht its very…

Hoje dormi bem, acordei mal

Ou melhor sonhei bem, porque há muito tempo que não tinha um sonho assim tão animado (se é que me entendem; ia pôr outra palavra igualmente acabada em ado, mas depois lembrei-me que não tenho o blog restrito a maiores de 18 lolol). Só tenho pena de não o conseguir contar à pessoa em questão, pois já se sabe que os sonhos às vezes são um bocado confusos.
Dormi bem por isso e acordei bem no sentido psicológico, mas com uma dor de cabeça que parecia que me estavam a apertar o cérebro. Apetecia-me era voltar a dormir e continuar o sonho... ahahah

De 2007 a 2012

Isto não é suposto ser um texto lamechas, por isso perdoem-me se começar a sê-lo em algum momento. Em 2007 conheci uma pessoa que mudou, quase que radicalmente, a minha maneira de ver a vida. Mudou a minha maneira de encarar um amor e uma amizade. Quando digo que mudou é lógico que, penso eu, foi para melhor. Apesar de toda a turbulência pela qual passámos, eu e ele, a nossa amizade continua firme e hirta que nem uma barra de ferro (lol), porque simplesmente há coisas inabaláveis e a nossa amizade é uma delas. Mas todos esses obstáculos fizeram-me crescer, aceitando coisas que não posso mudar, ensinando-me a não ter medo dos obstáculos, mostrando-me que perdoar é necessário para se viver em paz. Sou por natureza uma pessoa rancorosa, não esqueço facilmente os males que me fazem mesmo quando digo que desculpo; essa pessoa mostrou-me que, por vezes, para se salvar algo mais valioso, como uma amizade, tem que se passar por cima desses rancores. O que não significa necessariamente que dei…

Yes, it's on and popping, yes

Hoje o sol lá fora brilha, mas eu sei que irão sempre haver dias em que o céu estará encoberto. O que não significa que sejam bons dias também, só depende de nós. Embora, por vezes, não consigamos evitar dias menos bons, não consigamos evitar sentir falta de alguém e nos sentirmos sem forças, não podemos deixar que pessoas que nos querem mal nos vejam assim. Quem nos quer ver mal estará sempre à espera de nos ver cair, portanto, mesmo que estejamos num dia chuvoso, escuro e desagradável, temos que nos mostrar óptimos a essas pessoas; é a única maneira de nos vermos livres de maus olhados.

"Numa cidade de 1milhão às vezes sinto-me sozinha"

Cada vez tenho mais a certeza que só irei encontrar a paz interior no dia em que encontrar a estabilidade emocional de que preciso. Apesar de muita gente me considerar uma pessoa forte, eu sei que preciso de sentir que estou protegida. Protegida de tudo o que me possa fazer mal e isso incluí estar protegida de mim própria, pois eu sei ser o meu pior inimigo. Por vezes sinto tanta falta de ter alguém que chega a doer mesmo fisicamente; palavras não são nada, não resolvem nada, quando o que precisamos é apenas aquele abraço que só uma pessoa nos poderia dar. Palavras são só palavras e podem ser levadas pelo vento (já li isto nalgum lado); os gestos ficam gravados na nossa memória, entranhados na nossa pele.

Nostalgia

Hoje deu-me para ouvir Da Weasel. Há muito que não o fazia e de repente deu-me umas saudades desta grande banda que foi uma coisa parva!
Vá lá, matem-me de novo, só mais um bocadinho!! (que é como quem diz: voltem!)

Festival da Canção 2012

Quero já dizer que ultimamente o Festival da Canção tem sido uma deprimência total! Longe vão os tempos em que, segundo a minha mãe, Portugal parava devido ao Festival!
Este ano não foi excepção, foi triste mesmo; só gostei de uma canção - a do Rui Andrade - e confesso que foi mais pela voz dele do que propriamente pela canção, que bem podia ser melhor e ele merecia. Das outras nem me lembro, são músicas que não ficam no ouvido. A única que ficou no ouvido foi a do Carlos Costa e que, apesar de eu gostar mais da do Rui, deveria ter ganho na minha opinião. A letra não é assim tão pirosa quanto isso (em termos de música pop), se a traduzirmos para inglês teremos uma música da JLo ou coisa parecida. No entanto, a música - o instrumental - deixou muito a desejar e aí, embora não seja fã do rapaz, tenho de dizer que até tive pena pois parecia que ele estava a cantar uma demo! Ainda assim, continuo a achar que deveria ter ganho, porque é uma música pegajosa, fica no ouvido e é animada; ulti…

coisas estranhas acontecem

depois de tanto insistir que me queria conhecer, tomar café comigo e mais não sei quê, eu lá aceitei e fomos. deixou de me falar logo após termos nos despedido. se eu estou ralada? not really, tenho mais em que pensar e em QUEM pensar. mas não posso deixar de achar estranho lolol

Ele

Estava à espera do metro no Rossio. O metro finalmente chegou, as portas abriram-se e eu entrei. Vi-te mesmo à minha frente, foi uma sensação esquisita mas não fiquei com o coração na garganta, nem com um buraco negro no estômago. No entanto, adorei ver-te, deixou-me alegre, tolamente alegre devo dizer; tudo sucedeu de forma tão natural que ninguém diria que só nos tínhamos visto uma vez na vida. Não foi necessário desatarmos a falar do tempo, a conversa surgiu instantaneamente. Ao que parece eu tinha razão quando dizia que Lisboa não é assim tão grande e algum dia teria que ser o dia. Coincidência engraçada termos olhado ao mesmo tempo (sim, há quem possa dizer que foi o destino, mas eu prefiro continuar com os pés bem assentes na terra e pensar nisto apenas como uma simples coincidência). De certa forma senti que gostaste de me encontrar, senão que outra razão te levaria a mandar mensagem logo que saíste do metro uma estação antes de mim? Não obstante esse facto, não quero deter por…

Hoje Descobri

O melhor da vida acontece por acaso!