Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2014

Saudade de Ti

Amo alguém que não me quer. Para não variar. Já é tão habitual que quase parece um vício doentio, uma autêntica droga pesada, este amor deixa-me desorientada. Deixo de estar segura de mim, daquilo que sou capaz de fazer e concretizar. Neste momento deves estar a pensar... por que raio me sujeito a isto, sou uma mulher inteligente, importante (esta última, nas tuas próprias palavras). Mas que hei-de eu fazer? O meu coração pertence a alguém que não o sabe cuidar... que não o quer cuidar.
Tento não pensar nele, mantenho a minha cabeça ocupada, numa tentativa vã de me enganar, toldar o sentimento, abafar a paixão, fingir o fim do tormento. Tornou-se a minha rotina. Lamentável desperdício de amor desvalorizado e desprezado.

Para afastar os meus pensamentos dele, penso em ti. Não como outrora pensei, mas como porto de abrigo.
É engraçado como toda a gente me diz para ter cuidado contigo e, ao mesmo tempo, é contigo que me sinto segura. Segura de mim, protegida dos outros. Curioso sentir-me…

Pensamento da Noite 46

há coisas que começam a enjoar de tão repetidas que são! tudo o que é demais enjoa...