Carrossel (7º cap.)


Estranha mudança foi aquela, as conversas já não eram as mesmas...
Isabel queria acreditar que era tudo excesso de trabalho, Daniel não tinha razões para lhe mentir, mas era inevitável a dor que lhe causava todo aquele desprezo repentino. Por vezes a conversa nem passava do simples "olá tudo bem?". Procurou Gui, contou-lhe o que tinha acontecido naquela noite e perguntou-lhe o que ele achava.
- Parece-me que ele está a fazer de propósito, em todo o caso, se ele diz que é por ter trabalho a mais, não tens como saber se é verdade, estás longe! Não sei que te dizer.
- Pois, isso é verdade. Custa-me acreditar que ele seja assim... desses que tem o que quer e depois foge!
- Também a mim, estavas tão contente; não gosto de te ver assim triste novamente.

Mais uns dias se passaram e Isabel ainda menos compreendia, nuns Daniel parecia extremamente preocupado e atencioso; noutros mal falava. Ela estava prestes a desistir de tentar compreender quando conheceu o amigo dele. Tiago, era o seu nome; conheceram-se através de uma rede social por terem Daniel como amigo comum. A diferença de personalidades não poderia ser mais abismal. Tiago era um rapaz muito sociável, passaram horas e horas a falar na internet, nem deram por isso. Eram já 5h da manhã...
- Bem se calhar tenho de ir dormir...
- Pois eu também!
- Boa noite, ou melhor, boa madrugada! ahah
- Sim, é mais boa madrugada!

Mensagens populares deste blogue

Personalidade Fraca ou Simplesmente Falta dela

Educação vs Formação

Pensamento Hipotético (1)