Carrossel (5º cap.)


Isabel tinha consciência de que deixara para trás um tipo de vida que não queria mais. Encontrara finalmente alguém que a fazia sentir bem, com quem conseguia ter conversas inteligentes, divertidas e, principalmente, que a faziam esquecer tudo o que aconteceu.
Sabia que ainda não estava completamente bem, mas decidiu que aquele era o caminho que devia tomar para se recuperar.

Finalmente conheceram-se pessoalmente, costumavam sair para a mesma discoteca, então decidiram que seria esse o local para onde iam. Daniel foi buscar Isabel à estação dos comboios do Cais Do Sodré. Apesar de o dia até ter sido quente, a noite estava húmida e fria, a humidade do rio entranhava-se nos ossos de Isabel, que se sentiu bastante confortável ao entrar para dentro do carro. Algo fez com que Isabel pensasse que nunca mais iria esquecer aquela noite de Março, enquanto bebia o café. Após uma conversa agradável no café, sairam e dirigiram-se para a discoteca.

A música estava óptima, o ambiente também, o álcool a mais no sangue fez com que Isabel começasse a dançar de maneira sensual para Daniel. Seus corpos juntaram-se, tocando-se mais a cada movimento, sem darem conta já estavam a dançar juntos. Isabel tinha os seus braços à volta do pescoço de Daniel, conseguia sentir a sua respiração ofegante, dava-lhe arrepios na espinha. Daniel sussurou algo ao ouvido de Isabel, que não conseguiu decifrar, mas logo percebeu assim que os seus lábios se tocaram...

Mensagens populares deste blogue

Personalidade Fraca ou Simplesmente Falta dela

Educação vs Formação

Pensamento Hipotético (1)