Silêncio

O silêncio assusta-me, porque nele consigo ouvir todos os demónios. O silêncio conforta-me, porque nele sinto-me calma. Cada vez mais sinto vontade de me refugiar nele, cada vez mais tenho medo de estar sozinha com ele. Saturada de todas as insónias que me atormentam assim que deito a cabeça na almofada, todas as noites; cansada de todos os pesadelos que me assolam, todos os dias de manhã.

Farta de querer sentir vontade e não a ter.
Quem julga que é fácil, acha que é preguiça, não, eu digo, é apenas falta de vontade de viver.
Farta de procurar sentido para a minha vida e não o encontrar.
Talvez não tenha mesmo sentido algum, talvez eu até mereça tudo isto, por mais que não queira acreditar.
Farta de sentir falta de um abraço quando não o tenho.
Farta de sentir as lágrimas as escorrerem pela cara, por nenhum motivo aparente.

Cansada de tentar encontrar uma justificação para tudo isto; podia simplesmente voltar a trás no tempo e voltar a ser quem era. Ah se fosse assim tão fácil! Seria tão agradável. Esta faca corta mais fundo do que eu imaginava, sozinha já não consigo curar a ferida que sangra sem nunca parar, mesmo quando parece estar tudo bem.
O silêncio pode matar, sinto-me a morrer lenta e dolorosamente.

Mensagens populares deste blogue

Personalidade Fraca ou Simplesmente Falta dela

Educação vs Formação

Pensamento Hipotético (1)