Deixar para trás para seguir em frente...

Deixar de falar com alguém, ou afastarmo-nos de alguém, não significa necessariamente que nos esquecemos dessa pessoa, ou que já não gostamos/simpatizamos com ela. Por vezes, significa apenas que essa pessoa pertence a um determinado tempo da nossa vida e que não cabe no nosso presente, no entanto, as memórias podem ou não continuar vivas - se for algo bom, logicamente que ficará. É assim o ciclo da vida: para conseguirmos seguir em frente é necessário deixar algo ou alguém para trás, porque nem todas as coisas nem todas as pessoas fazem parte do nosso presente, se assim fosse a nossa vida seria um autêntico caos, com o passado a interagir constantemente com o presente. Aliás, é exactamente isso que causa o caos na cabeça das pessoas, a incapacidade de deixar ir, deixar para trás; largar o passado e deixá-lo quieto onde ele está.

 Eu estou finalmente a aprender a dizer não às coisas que insistem em permanecer no meu presente, sem ser esse o seu devido lugar; insistem por culpa minha, pois até agora não me sabia impor, dei por mim embrulhada numa teia que eu própria fui construindo sem me dar conta, e já não sabia como me libertar. Foi  preciso uma medida drástica, posso dizer, tive de cortar essa teia de forma abrupta, como se de uma tesourada se tratasse. Para mim, foi inevitável, era a única forma de eu largar o passado; sou o tipo de pessoa que pensa muito nas coisas, às vezes até de mais, e fico sempre a pensar: "e se tivesse acontecido isto... ah mas se calhar podia ter continuado a ser amiga... oh é pena deixar de lhe falar... oh gostava mesmo daquela roupa" etc, só para dar alguns exemplos, portanto tive de ser drástica e disciplinada comigo própria para conseguir livrar-me daquela teia que me prendia e me impedia de seguir em frente com a minha vida.

Mensagens populares deste blogue

Personalidade Fraca ou Simplesmente Falta dela

Educação vs Formação

Pensamento Hipotético (1)