Traços II

Podia sentar-me todo o dia, olhando a tua imagem, não me cansaria. Os teus olhos apesar de confiantes e determinados, são, ao mesmo tempo, meigos e calorosos. A tua face tão lisa e a tua pele tão perfeita que apetece tocar, senti-la na pontas dos dedos, nos lábios. Por falar em lábios, a tua boca é tão apetecível, faz-me viajar pelos vales da imaginação e quase consigo ouvir a tua voz. Fantasiar contigo dá-me arrepios na espinha, que descem até ao estômago e se transformam em borboletas voando contra as paredes do estômago como se quisessem sair. É quase ridículo, embaraçoso, como isto foi acontecer, quanto mais longe estás, mais quero-te perto. 

Mensagens populares deste blogue

Personalidade Fraca ou Simplesmente Falta dela

Educação vs Formação

Pensamento Hipotético (1)