Carrossel (12º capitulo)


- Desde quando é que vocês se conhecem?

- Calma, Daniel!


Isabel tinha ido abrir a porta e deparou-se com Daniel, que entrou apressadamente assim que viu o seu amigo. Isabel fechou a porta atrás de si e foi a passo rápido para o quarto onde os dois se encontravam.

- Posso saber o que estás aqui a fazer Tiago?

- Ora, sou amigo da Isabel tal como tu, vim tomar café com ela.

- Tomar café? No quarto? Não vejo aqui nenhuma máquina....

- Por favor não sejas ridiculo! Fomos tomar café e viemos para aqui porque estava a chover.

- Aposto que adoraste não foi? Eu conheço-te bem Tiago.

Daniel estava exaltado, quase fora de si, apercebendo-se disso Isabel interviu na discussão.

- Por favor parem de discutir, não faz qualquer sentido. Eu e o Tiago somos só amigos, além disso eu não te devo explicações!

- Ok. Depois conversamos, visto que afinal não te faço falta, vou embora.


Poucas horas depois de Daniel se ter ido embora, Tiago também foi. Isabel ficou sozinha em casa, deitada na sua cama a olhar para o tecto e a pensar no que tinha acontecido naquela tarde. A tentar arranjar uma explicação para a reacção de Daniel. Mais tarde, já depois do jantar, falou com Gui, contou-lhe o que acontecera e perguntou-lhe a sua opinião.

- Acho que foi uma autêntica cena de ciúmes.

- Mas ele não quer nada comigo, ele próprio disse.

- Pode não querer, mas como sabe que gostas dele, afecta-o. Bem eu sei que não faz grande sentido, mas é assim que os homens pensam muitas vezes. "Não quero nada contigo, mas podes continuar a gostar de mim!" é como se ele gostasse de te ter atrás dele, deve fazê-lo sentir-se bem.

- Nunca pensei que ele fosse assim!

Mensagens populares deste blogue

Personalidade Fraca ou Simplesmente Falta dela

Educação vs Formação

Pensamento Hipotético (1)