Um Amor e Uma Cabana!?

Devo dizer que o sonho que tive esta noite é perfeitamente ilustrativo desta expressão! Tinha ido sair com uns amigos, dois rapazes e uma rapariga (que são, de facto, meus amigos na vida real) e quando estávamos a voltar para casa parámos na beira da auto-estrada e o condutor, que era um dos rapazes, entrou para um campo relvado que havia ao lado da estrada. Quando saímos do carro já só éramos eu e esse rapaz (não faço ideia o que raio aconteceu aos outros dois), eu deixei a minha mala e o casaco dentro do carro (não sei se este pormenor é relevante mas no sonho foi muito nítido) e o rapaz dirigiu-se a uma casinha, uma espécie de bungalow quase, era um pré-fabricado daqueles bonitos em madeira, mas pequenino. Subiu as escadas que davam acesso à porta de entrada e abriu a porta dizendo "agora sim já está pronta, não quis trazer-te aqui antes porque não estava acabada".

Entrámos e a casa era só de uma divisão, logo à entrada tinha a cozinha e sala de estar/jantar, ao fundo, na parede oposta a da porta de entrada, tinha a cama que tinha uma espécie de cortinado para ocultar a cama e fazer uma espécie de divisão entre o pseudo-quarto e a cozinha. A única divisão que tinha para além desta era a da casa de banho, que era minúscula, apenas com a sanita, o lavatório e um polibã. No sonho reparei que a cozinha estava toda equipada, quem visse a casa de fora nunca imaginaria, até microondas tinha (lembro-me de ter pensado, no sonho, que o microondas era igual ao que tenho em casa na Sertã), e também uma máquina de café da Nespresso, sim porque de repente os outros dois voltam a aparecer no sonho e pedem um café ao dono da casa! E pronto, durante um bocado do sonho ficámos ali os quatro a conviver e depois fomos dormir (nesta parte os outros dois voltam a desaparecer do sonho). Antes de nos deitarmos eu disse: "a casa está gira, mas o que raio te deu para ser à beira da auto-estrada, consegues dormir com o barulho dos carros a passar?" e ele responde "sim consigo, eu gosto do barulho", eu volto a falar: "então e não tem mal o carro estar ali fora, não acontece nada, nunca tentaram assaltar? tenho a minha mala e o meu casaco dentro do carro se calhar é melhor ir buscar", ao que ele respondeu: "sim, sim é melhor, toma a chave e vai lá".

Quando voltei lá de fora fomos dormir; no dia a seguir, de manhã, o outro rapaz estava lá (vindo não sei de onde) e estava preocupado porque queria conquistar alguém e não sabia como, pediu-me conselhos e entretanto descemos umas escadas e fomos parar à cozinha da casa (reparem, a casa supostamente era só de um piso e só de uma divisão, mas no dia a seguir já haviam escadas para ir até à cozinha), e eu disse: "bem vamos tomar o pequeno-almoço e falamos sobre isso, queres um café? Acho que ele não se importa que mexamos nisto, não me está a apetecer ir acordá-lo só para perguntar isto." e lá tomámos outro Nespresso (até nos sonhos somos invadidos de publicidade, porra!). Entretanto o dono da casa acorda e fica a olhar para nós com cara de quem acabou de acordar e não achou piada ao que viu, eu, vendo a cara dele, disse logo atrapalhada "tomei a liberdade de mexer aqui porque não te queria acordar só para perguntar se podia, estavas a dormir tão bem." e ele responde: "ah ok, está bem, não faz mal estejam à vontade."

E pronto, acabou assim o sonho porque entretanto acordei...

ps: o microondas era da Philips ahahahahah

Mensagens populares deste blogue

Personalidade Fraca ou Simplesmente Falta dela

Educação vs Formação

Pensamento Hipotético (1)