Avançar para o conteúdo principal

A perguntar-me...

O que é a amizade para certas pessoas?!

Não duvido nem um só segundo de quem realmente se diz meu amigo, conto-os pelos dedos de uma mão e ainda sobra, são 4! Amigos realmente com letras grandes.
Duvido de quem se diz amigo e depois deixa de falar de um dia para o outro, sem razão aparente, ou sem querer sequer solucionar o problema que foi a razão. Ando a cada dia mais desconfiada, as pessoas cada vez merecem menos a confiança que depositamos nelas, é triste.
E é triste pensar que é exactamente nestes pequenos pormenores que começa a degradação do mundo em que vivemos.

As pessoas simplesmente não querem saber, não existe consideração, não existe compaixão, apenas um monte de mentiras, de jogos, de ilusões e desilusões. Isso vê-se não só no nosso dia-a-dia com essas pessoas "amigas", mas também naqueles momentos críticos em que precisamos de ajuda e as pessoas passam e olham sem sequer se importarem. É o jogo do faz de conta, "enquanto eu precisar de ti, digo que sou teu amigo, a partir do momento que deixar de precisar não quero saber", e assim se deita fora uma data de desabafos, de intimidades, de conversas, de olhares, etc.

Como Pac diz em "Todagente", "a revolução não vai ser transmitida na televisão, ela tem de acontecer dentro de cada um"... Alargando um pouco o significado disto, não podemos simplesmente ficar à espera que o mundo mude, que se acabem as guerras, se nós próprios não somos boas pessoas, se não dermos a mínima; a mudança tem que começar em algum lado, e quem faz a mudança são as pessoas, logo se as pessoas continuarem a ser calculistas, interesseiras, isso nunca irá acontecer.

Com isto não quero dizer que comecemos todos para aqui aos abraços e aos beijinhos a dizer que gostamos muito uns dos outros, não é esse o objectivo! Se ao menos dermos mais valor a quem está ao nosso lado, à nossa volta, e com isto quero dizer tanto os nossos amigos, como os colegas, como as pessoas que passam por nós na rua; não é necessário estar sempre a dizer "ah gosto muito de ti", isso por vezes não significa nada, há que haver respeito, TUDO começa no respeito e na boa educação. Ninguém confia numa pessoa que num dia está cá e no outro nos trata como se não fossemos nada, isso é desrespeitoso e sórdido.

Obviamente que as pessoas chateiam-se, nem sempre a vida é um mar de rosas, mas espero que entendam que o que estou a dizer nada tem a ver com isso. Tem a ver com o facto de nos aproximarmos de alguém somente porque queremos algo, assim que o entusiasmo acaba, acabou-se tudo! Estou a falar de um modo geral e não de situações específicas.
Se pararmos para pensar no que isto acarreta provavelmente vamo-nos sentir culpados por uma série de coisas, mas é claro que as pessoas que fazem isto nem param para pensar, porque "estão-se a cagar" e lá voltamos nós ao "todagente"... (para quem não conhece a letra vá ouvir, que até é um bem que faz).

Se pararmos para pensar que alguém confiou em nós, depositou em nós vários dos seus desabafos, várias das suas parvidades (sim também faz falta), várias das suas tristezas e alegrias, e que depois de tudo isto vamos fingir que a pessoa não existe, que está morta, que não interessa, lembramo-nos que se calhar essa mesma pessoa se irá sentir enganada, injustiçada e estúpida também por ter tanta consideração que no fim não valeu de nada; será que conseguiríamos realmente virar as costas?

Agora imaginem isto alastrado a todo o mundo, a todos os sectores... por exemplo: é isto que os políticos nos fazem, nós não gostamos, mas se for preciso fazemos o mesmo a um amigo, que eles fazem a um país! É isto que quero dizer com "a revolução tem que acontecer dentro de cada um"! É preciso mudança sim senhor, é tudo muito giro e tal... mas nunca irá haver uma mudança enquanto a humanidade continuar a ser DESUMANA!
E então? Vamos continuar "sentados" à espera que o mundo fique melhor enquanto nós continuamos a ser egoístas? Se assim for, é bom que continuemos sentados, por a espera vai ser longa!

E não me venham dizer, ah isso é uma visão muito bonita e tal e coiso, mas é difícil... é claro que eu não estou à espera que toda a gente estúpida deste mundo de repente, depois de ler isto, deixe de ser estúpida, mas temos que começar por algum lado e eu começo por quem conheço e por quem já me fez isto que acabei de descrever!
PAREM, PENSEM, REFLITAM!
E esperem por uma continuação deste post.....

Mensagens populares deste blogue

Personalidade Fraca ou Simplesmente Falta dela

Uma pessoa com personalidade fraca é alguém muito susceptível de ser levada "pela corrente", ou por alguém; é uma pessoa incapaz de tomar decisões sozinha e, quando o faz, acaba sempre por voltar atrás. Por exemplo, se estiver num café com um grupo de pessoas e todo esse grupo de pessoas diz que gosta de algo que esteja na moda, essa pessoa automaticamente diz que também gosta pois está na moda; por um lado porque não tem personalidade suficientemente forte para que consiga ir contra a maré, por outro lado porque quer ser aceite naquele grupo. É o tipo de pessoa que se alguém lhe diz para se atirar para um poço, atira-se! É capaz de baixar a cabeça a tudo o que os outros dizem (opiniões, obrigações, etc.) mesmo que não concorde.
Ultimamente tenho-me cruzado com alguns homens assim (não quero dizer nada com isto, sei que também existem mulheres assim): têm amigos e amigas, entretanto arranjam namorada e esta última não gosta dos amigos ou das amigas e diz-lhes para deixarem d…

Educação vs Formação

Muita gente confunde educação com formação; não são propriamente opostas, até porque se complementam, mas educação é mais do que ir à escola e aprender. Vejamos, formação pode ser entendida como apenas formação académica e formação profissional, no entanto educação não se pode resumir à educação escolar. Conheço muita gente sem graus académicos elevados e que são pessoas extremamente bem-educadas, da mesma forma conheço pessoas que já são Doutores e que são extremamente mal-educadas. A razão pela qual estou a escrever sobre isto é porque cada vez mais noto que na sociedade de hoje os valores se perdem e a educação fica para segundo plano em relação à formação; as pessoas dão mais importância a um Doutor mesmo que seja uma "besta quadrada", do que a uma pessoa bem-educada mas sem formação. Não falo aqui em termos laborais, porque nesse campo é claro que quem tem formação deve sobressair; mas falo em termos de relações interpessoais. Isto leva-me para outro assunto também pert…

Pensamento Hipotético (1)

Um dia alguém me disse, por eu ter enviado uma mensagem por engano que dizia qualquer coisa do género 'um dia vou-te fazer sorrir' (não me recordo bem), "tens uma visão demasido abstracta de mim", dando a entender ser impossível alguma vez eu o fazer sorrir (caso a mensagem fosse, de facto, para essa pessoa) ou até mesmo eu gostar assim tanto dele. Esta frase nunca me desceu da garganta, mas acabei por ignorar. No entanto, a nossa mente é perigosa e quando estamos mais em baixo acabamos por nos lembrar de tudo o que já nos magoou.

Ontem, estava eu a revirar-me na cama a tentar dormir quando essa bela expressão me veio à memória e pensei, ora bolas, como pode alguém, que constrói um muro de Berlim juntamente com uma muralha da China e não me deixa sequer ser sua amiga, ter a lata e o descaramento de dizer que eu tenho uma visão muito abstracta de si? Se tenho, não é por falta de tentativas minhas que ainda não deixei de ter; até pode não ser defeito e sim feitio, o fac…