Sinners II

É como se sonhasse com isto desde criança. Não sei explicar, nem sei que nome dar a isto que sinto, devia ser proíbido! Mas não me consigo impedir de fantasiar contigo, as coisas que penso, que imagino... não conseguiria imaginar com mais nenhum de nós!
Parece patético, chama-lhe platónico, só sei que se acontecesse provavelmente não sentiria remorsos!
Cada vez que mergulho nestes pensamentos fantasiosos julgo ouvir a tua voz a dizer "não, isto não está certo".
Mas o que é que importa? O que é que importa a idade ou o laço que nos une? Esqueço-me disso e só quero que me toques.
Se isto for uma espécie de amor, então deve ser o mais puro, embora germine no seio de um grande pecado!
Acho que nasceu comigo; não sei o que fui noutra vida, nem sequer sei se acredito noutra vida, mas nesta tenho a certeza que devo ter nascido com fogo a mais no sangue. Tento arrepender-me, mas quanto mais tento, mais necessito...
Desejo-te...

Desejo-te cada vez que me sinto só...
Desejo-te cada vez que preciso amar alguém que sinta carinho por mim...
Desejo-te cada vez que preciso de um abraço mais do que excitante, protector...
Desejo-te desde a profundeza do meu íntimo, até à flor da pele!

Mensagens populares deste blogue

Personalidade Fraca ou Simplesmente Falta dela

Educação vs Formação

Pensamento Hipotético (1)