Prisão Emocional 7º capitulo


Existem várias formas de alguém se sentir preso a uma pessoa emocionalmente... Quando se ama alguém com uma paixão imensa, sentindo atracção quase que fatal, mas ao mesmo tempo somos o melhor amigo dessa pessoa e sabemos que não há qualquer hipótese de ser algo mais; queremos fugir, mas ao mesmo tempo ficar.

Quando alguém nos ama e faz tudo por nós, embora nós não sintamos o mesmo, quando já exsite amizade é dificil largar, torna-se numa situação inversa à anterior, acabamos por nos sentir um pouco culpados por não conseguir dar a essa pessoa o que ela merece e ficamos presos a esse sentimento.


Isabel não se conseguia concentrar na voz da professora, só ouvia as vozes dos seus pensamentos, apenas conseguiu registar a primeira metade da aula de Psicologia. A noite anterior tinha sido um pouco cansativa, não por ter dançado até não poder mais, mas foi cansativa para o seu cérebro. Foi obrigada a fazer um esforço enorme para se controlar perante os olhares e os comentários indirectos de Verónica. Meu Deus como é que alguém podia ser tão venenoso e como é que alguém podia ser tão cego, pensava Isabel no momento em que acabou a aula.


Quando alguém nos ama de forma possessiva e obsessiva, manipulando-nos discretamente, de modo a que façamos tudo o que essa pessoa quer, afastando-nos aos poucos e poucos de todos os nossos amigos e até de familiares; fazendo as maiores loucuras dizendo serem por amor, quando abrimos os olhos, por vezes é tarde demais e damo-nos conta que vivemos numa... prisão emocional.

Mensagens populares deste blogue

Personalidade Fraca ou Simplesmente Falta dela

Educação vs Formação

Pensamento Hipotético (1)